CONVERSINHA: ORTUS

SUPORTE WOR

Foto de abertura: Fernando Sigma | Matéria por Lau Ferreira

Para esta nova edição da Conversinha, batemos uma bola com o DJ, produtor e professor paulistano Giovanni Delgado, o Ortus — artista formado pela Anhembi Morumbi, que assinou com gravadoras como Prisma Techno, Hotstage, Kaligo Records e Awen Tales, e se apresentou em clubes como D-EDGE, Clash Club e 5uinto.

Criador da série Senses, em que grava apresentações solo ou acompanhado em cenários diferentões, e label head na gravadora Real Supernova, ao lado do amigo Diego Ruiz, Ortus está animado com o avanço das vacinações no Brasil, e mal pode esperar para o retorno das pistas de dança. 

Falamos com ele sobre isso e outras curiosidades da sua vida, carreira e personalidade. Confira:

WoR – Fala Ortus! Como tão as coisas por aí? O que você tem feito de interessante nesses últimos tempos?

Ortus: Fala pessoal, tudo bem! Tenho ficado muito tempo no estúdio, tem muita novidade por aí!

WoR – E o que você tava fazendo agora, antes de parar e responder essa entrevista?

Ortus: Ouvindo as demos da Real Supernova, haha!

WoR – Como tem sido a vida e rotina do Ortus na pandemia? Fazendo isolamento, usando boas máscaras? 

Ortus: Como tenho o estúdio em casa, basicamente passo minha semana inteira aqui, haha. A rotina é acordar, resolvo algumas coisas básicas de casa, depois almoço e direto pro estúdio. Aí depende do dia. Tem dias que saio por volta das 21h, 22h, mas tem outros que viro a noite. No fim de semana, procuro descansar um pouco a mente com atividades diferentes.

WoR – Muitas saudades dos rolês?

Ortus: Saudades de um Time Warp hein?! Haha! Graças a Deus o povo tá sendo vacinado e as coisas vão voltando devagarzinho. Já estou voltando a tocar também, claro que nos eventos com todas as medidas de segurança aprovadas pelo governo. Mas já é um bom começo, dá pra ver que a galera tá sedenta de festa! A cena vai voltar com tudo!

WoR – E como anda a sua vida social e saúde mental nesse período? Tá conseguindo ficar bem?

Ortus: No começo foi difícil! Tive algumas reviravoltas na minha vida logo no começo da pandemia, e desde então resolvi focar 100% na minha carreira, e muita coisa legal vem acontecendo. Cada vez mais tenho a certeza de que fiz a escolha certa.

WoR – Você consegue ter uma rotina legal, com horários bem delineados pra cada atividade — sono, alimentação, trabalho, exercícios…?

Ortus: Pra ser sincero, eu sou um pouco desorganizado, hahaha! Mas no fim das contas, consigo fazer tudo. 

WoR – E o que tem ouvido de bom?

Ortus: Tenho ouvido muita coisa da Radikon. Tô amando essa pegada diferente que eles trazem, e sempre me surpreendo com o que vem sendo lançado. Acho legal sair do óbvio um pouco.

WoR – Fora do techno, quais seus estilos favoritos, e quem são suas maiores referências?

Ortus: Ouço muita coisa além de música eletrônica. Não tenho um estilo favorito, mas tem muitos artistas que ouço sempre. Um deles é a banda Fat Freddy’s Drop. Com certeza, uma das minhas bandas favoritas, muito versátil, criativa e diferente.

WoR – Se você não fosse DJ e produtor, trabalharia com o quê?

Ortus: Acredito que gostaria de trabalhar na área de alimentação.

WoR – Tem algum hobbie?

Ortus: Sim, de diferente, eu diria aquarismo. Tenho um aquário marinho aqui em casa e gosto muito. É muito show ter um pedacinho do mar na sua casa.

WoR – Curte cinema? Quais os seus filmes favoritos?

Ortus: Adoro, assisto filmes todos os dias! Meu filme favorito é “Interstellar”.

WoR – Torce por algum time?

Ortus: Sim!!! Sou palmeirense. Acompanho muito, não vejo a hora de voltarem os jogos no estádio.

WoR – Quais as maiores paixões da sua vida?

Ortus: Deus, minha família, meu cachorro Obina e música.

WoR – Pra fechar, quais as suas perspectivas para os próximos meses?

Ortus: Que toda a população seja vacinada o mais breve possível para nós podermos curtir as festinhas juntos! Como todo mundo na área de eventos, não vejo a hora de começar a trabalhar 100%. Claro que na pandemia trabalhei muito, mas no estúdio, para minha label e todos os projetos paralelos. Mas a melhor parte, que é esse contato com o público, é essencial pra todas as engrenagens girarem e o trabalho fluir por completo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

DIFERENTE DE TUDO QUE VOCÊ JÁ OUVIU: TRIO INOVADOR, SAGE ACT, APRESENTA NOVO LANÇAMENTO 'STORM'

Dando continuidade aos lançamentos autorais, “Storm” chega ao público atualizando a personalidade e sonoridade do trio Sage Act pela própria label Sage Records. Acompanhada de muito otimismo e maturidade musical, a música surgiu no momento em que Henrique Xavier, Matheus Alvim e Mauro Mota – responsáveis pelo projeto – decidiram […]