CONVERSINHA: HEISEN

Marllon Gauche

Heisen é um DJ/produtor de Itajaí/SC que vem se destacando no segmento pelas melodias, ganhando fãs e sendo notado por grandes produtores do cenário como Solomun e Gui Boratto. Tem alguns singles lançados como “Try Again”, pela Warner, e “Bad Suggestion”, assinada pela Universal Music Brasil, mas promete que ao longo de 2021 irá inaugurar uma série de 12 lançamentos consecutivos, o primeiro chegando em algumas semanas, “Busy In The Room”. Sem dúvidas é um nome para você acompanhar os próximos passos.

WoR – Heisen, beleza? A ideia dessa coluna já fica explícita pelo nome. Então primeiro fala pra  gente onde você tá nesse momento e o que tava fazendo até parar pra responder essa entrevista…

Heisen: Oi pessoal, belezaaa! Então, eu estava finalizando o quinto lançamento desses 12 que irão sair, é muito trabalho, várias alterações, normalmente finalizo uma faixa pela primeira vez e volto a escutar ela 20 dias depois pra ver o que eu alteraria, então estava produzindo nesse momento.

WoR – Tá acompanhado daquele café brabo ou prefere ficar na água? 

Heisen: Por si só eu já sou super acelerado/ansioso, então se eu tomar café, tudo triplica, rs. Nos últimos 6 meses eu não tenho tomado café e isso tem me feito um bem danado, então tô só na água.

WoR – E você é mais corujão ou rende melhor durante o dia? Tem algum momento do dia que você sente que suas produções “saem melhor”? Ou depende muito do mood pessoal?

Heisen: Eu sou muito regrado nos meus horários, eu busco dormir cedo e acordar cedo também, normalmente levanto por volta das 3h30 ou 4h da manhã, que é quando eu leio algo ou até mesmo estudo alguma coisa. Até as 7h eu já estou completamente despertado e daí meu dia é completamente mais produtivo, consigo conciliar com outros afazeres. Então minhas produções são bem melhores durante o dia do que de noite.

WoR – Você trampa também junto do grupo D-Edge na parte de T.I, certo? Fala um pouco mais pra gente dessa rotina tecnológica…

Heisen: Então, o grupo em si investe muito na parte tecnológica, em todas as empresas que fazem parte do clube. Então como nem toda tecnologia é perfeita, sempre acaba acontecendo alguns problemas, seja em servidores, sites, sistemas, questões de rede, até  nas máquinas que o pessoal trabalha… eu sou o cara que quando chega em determinado problema, tudo volta a funcionar. Mas aí eu viro as costas e dá problema! Então a galera sempre está me cobrando ao mesmo tempo, minha rotina se resume muito a esse vídeo:

WoR – Enquanto montávamos esse papo, a gente colocou pra escutar o set que você gravou pra Mothership, que tá bem techneiro… mas suas produções são mais melódicas, né? Existe um equilíbrio? Como é dosar isso?

Heisen: Sempre tem que haver um equilíbrio, né? Mas a verdade é que eu tenho um álbum já finalizado que são 11 faixas, sendo 6 que são technão e 5 melódicas, porém, decidi não lançar agora devido a pandemia e por isso tenho lançado alguns singles mais melódicos pro pessoal escutar em casa. Pra tocar de fato eu fico passeando do techno ao techno melódico, pois eu acho que combina bem.

WoR – Fora Techno ou música eletrônica em geral, o que mais você curte ouvir? Costuma se inspirar com outros tipos de música?

Heisen: Na verdade eu escuto muito pouco música eletrônica durante o dia, eu busco muita referência dentro do Rock, Reggae, Rap/Hip-Hop, Blues até nos últimos dias tenho buscado referências dentro de bandas e artistas independentes da minha região que eu sempre admirei como a Banda Ninguém Sabe, Atitude Zona Oeste, Manifesto Itajaí, Dazaranha, a banda The HeadCutters que é uma baita banda de blues, minhas últimas faixas que foram lançadas a referência veio de toda essa galera.

WoR – Inclusive tem track nova chegando, né? Dá pra dar um gostinho pra gente do que vem por aí?

Heisen: Sim, a faixa “Busy in the Room” com meu amigo Djiou foi produzida meio que em formato ‘live’, eu fui timbrando os synths “ao vivo” e ela se formou, é uma das faixas que eu mais gostei de trabalhar, foi um dos sons que eu me senti feliz com o resultado final, do tipo, escutar ela me arrepia inteiro, é ótimo pensar “fui eu que fiz” e se sentir bem com isso.

WoR – A gente ouviu uma prévia aqui e sentimos que ela possui bastante grave, né? Chegam a se sobressair em alguns momentos, principalmente no break com o vocal… qual a ideia por trás disso? 

Heisen: Sim, eu tento colocar a minha emoção na música na parte do baixo normalmente, a questão de sobressair de fato me empolguei em algumas partes e o engenheiro de áudio Victor Lapegna (@TheAudioDesigner), que já trabalhou com Bump J — old school rapper de Chicago — e foi assistente em sessões do Kanye West e Kid Cudi na CRC Chicago Recording company, também trabalhou com a D.Lara que participou do The Voice Brasil, deu um outro ar pra faixa que eu estava tentando chegar e não conseguia. 

https://www.instagram.com/p/CMsoGQVlmPw/

Mas todas as tracks que eu produzi, a parte que eu tento colocar o que eu estou sentindo é no baixo, seja ele rasgado, pesado…

WoR – E a letra quem escreveu foi o Djiou, certo? Ela representa algo sobre o isolamento ou não exatamente? 

Heisen: Sim, o Djiou me surpreendeu! Vi outras composições e letras que ele tinha guardado e eu fiquei de cara de como ele nunca havia lançado antes. Quando ele fez a composição da “Busy in the Room” e me mandou, eu já imaginei a música inteira na minha cabeça, foi muito louco a sinergia que rolou. A música em si não tem muito haver com o isolamento, mas ela fala sobre a conexão com alguém especial, alguém que mudou sua vida, que fez diferença, marcou sua trajetória e vai ser lembrada para sempre. 

WoR – Você tem utilizado algum equipamento/plugin com mais frequência nas produções que vem construindo? 

Heisen: Tenho utilizado muito o plugin The Legend, Diva, Kontakt e Amplitube 4, e os synths da Arturia, é muito raro utilizar outros plugins além desses.

WoR – E fora da música, tem algum hobbie? O que mais curte fazer quando não está envolvido com o trabalho?

Heisen: Tenho sim, meu hobbie nos últimos tempos tem sido acampar junto com a minha noiva, que são os momentos que normalmente estou sem internet e consigo me conectar na minha família e na natureza. Esse tem sido não só um hobbie, mas uma terapia. 

https://www.instagram.com/p/CNGW9a0Dlex/

WoR – Como você imagina o Brasil e o mundo quando esse pesadelo da pandemia, enfim, for coisa do passado?

Heisen: Eu imagino no geral que as pessoas estarão loucas para chegar no evento e não só na parte do artista principal, mas sim pra curtir como se fosse o último dia de suas vidas. Além disso, o público passará a valorizar cada profissional envolvido com o evento, desde os artistas, agentes, seguranças, profissionais envolvidos com a limpeza, profissionais dos bares, fotógrafos…

WoR – Além dos lançamentos que você deve ter ao longo do ano, quais são suas principais metas e objetivos? Ainda devemos ter um ano sem gigs… 

Heisen: As minhas metas ainda continuam sendo meus 12 lançamentos pela Universal, e tem outros lançamentos em outros selos, então tem bastante trabalho pela frente. Tenho uma meta fora da música que é em parceria com a minha noiva Byanca Werner, que é o Condomínio Aberto, um conteúdo onde iremos jantar e conversar com várias pessoas, desde um morador de rua a um grande empresário, e iremos tentar ajudar o que estiver ao nosso alcance. 

WoR – Por fim, um recado para os amigos, DJs e produtores que chegaram até aqui com a gente. Abraço!

Heisen: Eu sei que nos últimos tempos está difícil de ter uma perspectiva de vida, carreira… eu estava passando por isso até algum tempo atrás, mas busquem trabalhar dobrado,  busquem fazer network na pandemia, os profissionais-chave do mercado estão analisando tudo e estão abertos às novas possibilidades, conectem-se com eles, busquem saber quem são as pessoas do seu meio, seja para qualquer setor profissional que você está seguindo, tem plataformas que estão aí para aproximar você desse pessoal, o app ClubHouse, o bom e velho Linkedin… a todos meus amigos e família obrigado por me apoiarem sempre, a minha noiva Byanca por estar me ajudando em tudo do meu projeto, amo vocês.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

DON DIABLO SE UNE AO CANTOR BRITÂNICO JORDAN MACKAMPA PARA APRESENTAR 'THROUGH THE STORM'

O titã holandês Don Diablo está de volta com outro excelente single “Through The Storm”, do cantor / compositor do Reino Unido Jordan Mackampa – lançado agora pela HEXAGON. Combinando o som inimitável de Don com os vocais característicos de Jordan, ‘Through The Storm’ apresenta uma paisagem sonora sônica que […]