‘DEFQON-1 AT HOME’ BATE RECORDE E ATRAI OITO MILHÕES DE ESPECTADORES

Gustavo

‘DEFQON-1 AT HOME’ BATE RECORDE E ATRAI OITO MILHÕES DE ESPECTADORES

Em março, o coronavírus interrompeu abruptamente os planos de 80.000 fãs que haviam comprado sua entrada para o Defqon-1, um dos maiores festivais de música da Holanda e também um dos maiores do mundo.

Sendo assim, a organização do festival decidiu fornecer uma alternativa online gratuita, com apresentações de mais de 80 artistas no total. O resultado no entanto foi bastante positivo. A transmissão de 72 horas conseguiu atrair oito milhões de espectadores de 140 países diferentes, quebrando um recorde.

No ano passado, o Defqon-1 já atraiu 5,5 milhões de espectadores, mas este ano foram adicionados mais de 2,5 milhões de sessões. O evento pôde ser acompanhado ao vivo durante todo o fim de semana através das redes sociais do Defqon-1 e também da Q-Dance. Durante o evento, várias estratégias foram adotadas principalmente por via aérea, usando mais de seis drones simultaneamente. Além disso, houve também shows de luzes e piro para admirar nas transmissões ao vivo.

“Sabíamos, é claro, que este ano seria diferente do habitual e, portanto, não tínhamos ideia do que esperar. Portanto, fizemos todas as paradas e é fantástico ver quantas pessoas gostaram disso. Esta edição especial excedeu em muito todas as nossas expectativas ”

Diz Jonas Schmidt, diretor criativo da Q-Dance

Segundo Schmidt, os últimos três dias marcam um raro capítulo na história do festival. 

“Testemunhamos níveis extremos de dedicação e unidade em um mundo que não nos permite conectar fisicamente. Desde a energia impressionante da ‘Zoom Room‘ e os inúmeros comentários no bate-papo e nas mídias sociais até os milhares de participantes do Q-dance Quiz, vocês nos mostraram que o poder de um coração laranja pode conquistar tudo. Foi uma jornada que nunca esqueceremos e estamos muito agradecidos por ter vocês como fãs. ”

A experiência on-line de três dias começou tradicionalmente na sexta-feira com o The Gathering, os fãs dançavam da esquerda para a direita pela sala durante POWER HOUR: Six Years of Insanity e no domingo à noite o festival terminou com seu ‘End Show’, bastante conhecido que contou com a trilha sonora músicas da banda Queen. Confira a seguir:

A organização encerrou o festival digital com uma mensagem importante: ‘The show must go on’ (‘O show deve continuar’)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

COM MAIS DE 20 ARTISTAS, MAIOR FESTIVAL ONLINE DE MÚSICA ELETRÔNICA DO BRASIL TERÁ TRANSMISSÃO EXCLUSIVA NO TIKTOK

Um festival nacional que abraça a diversidade e que reforça que todxs as pessoas podem se divertir mesmo estando em casa – e sem furar a quarentena. Assim nasce o Todxs, o maior festival online de música eletrônica do Brasil, que reunirá a partir do dia 4 de julho, às […]