D-GROOV FALA SOBRE RETORNO AO PRIVILÈGE BÚZIOS COM UM AMANHECER HISTÓRICO E NOVO MOMENTO DE CARREIRA

Gustavo

D-GROOV FALA SOBRE RETORNO AO PRIVILÈGE BÚZIOS COM UM AMANHECER HISTÓRICO E NOVO MOMENTO DE CARREIRA

Quem estava no Privilège Búzios no dia primeiro de fevereiro pôde acompanhar um amanhecer histórico na festa F.U.S.C.A. que teve entre os convidados desta edição o duo D-Groov. Com uma seleção de músicas bem assertivas e animação de início ao fim, a dupla conduziu a pista no amanhecer mais conhecido da cena eletrônica nacional.

O projeto inicia o ano de 2020 com uma nova identidade musical, a exemplo de seus últimos lançamentos como “I Need The Bass”, “My F* Team” e “Back To The Basics” que já somam meio milhão de streams nas plataformas digitais. A dupla – formada por Daniel Ibeas e Rafael Waddington – já passou por grandes festivais como Planeta Atlântida, Ultra Brasil e Rio Music Carnival e vem atraindo a atenção do público com suas novas produções e shows bem elaborados, preocupados em deixar a pista sempre envolvida. 

https://www.instagram.com/p/B8Hy_ypAnN9/

Com lançamentos programados para 2020 com a Braslive Records em parceria com a SONY Music, eles contaram um pouquinho de como foi este show e detalhes sobre carreira e planos futuros. 

Quando perceberam que o projeto realmente ter sucesso? Houve algum momento marcante que trouxe mais confiança para vocês?

Não foi exatamente um momento que isso se tornou evidente. No geral o público começou a ter uma maior afeição pelo projeto, isso acaba se tornando algo orgânico. Quando entramos para uma agência, no geral, ficou tudo mais sério e aí foi a virada de chave que queríamos realmente levar seguir essa profissão.

Quais as maiores dificuldades que viveram até agora?

A maior dificuldade é literalmente quando você começa a atingir novas praças, cada estado tem sua cultura e ficamos inseguros quanto às apresentações. A partir do momento que consolidamos nossa carreira, as responsabilidades aumentaram mas também estávamos mais preparados psicologicamente e começamos a encarar as coisas com mais maturidade. 

Qual a dinâmica de trabalho da dupla? Como vocês dividem responsabilidades?

A dinâmica de trabalho funciona muito bem, temos muita sinergia no estúdio. Às vezes existem problemas de conexão mas isso é normal em qualquer artista, o resultado no geral é muito bom. Todo mundo participa de tudo no processo criativo, a música não sai enquanto os dois avaliam o processo completo. Temos uma equipe forte de gestão de carreira e além disso, tentamos nos envolver em tudo o que vem ao nosso alcance.

Quando vocês começaram a se preparar para o Privilège e o que ele representava para vocês?

Desde que começamos a trabalhar com novas sonoridades, percebemos que o projeto começou a tomar um nível cada vez maior, chamando a atenção de fãs da música eletrônica, diversos  produtores e donos de clubs. Apesar de estar tendo uma repercussão considerável neste ano, isso fez com que atingíssemos vários objetivos no ano passado como tocar  em muitos lugares importantes, tendo a possibilidade de levar o nosso som para todos os cantos do Brasil. 

Temos nos preparado para os shows com certa antecedência, tanto na pré-produção como no material que vamos soltar nas mídias sociais, ações de marketing e também, é claro, o repertório musical. Tudo é estudado e pensado com muito carinho para que cada show seja diferente  e que consiga transmitir a mesma energia e experiência para o público em todos os eles.

Como foi essa noite/dia pra vocês? O que mais ficou marcado?

Viemos apresentar uma nova sonoridade ao público e estávamos muito confortáveis em fazer um set que demonstrasse exatamente isso, e também, é claro, mostrar nossos próximos lançamentos. 

Preparamos um set especial para essa noite, para que ele envolvesse o público aos poucos. Abrimos com a autoral Back to the Basics, e dali seguimos pela linha do Bass House, passando pelo Tech House, House e finalizando no Progressive House, encerrando o set com um dos nossos próximos lançamentos, a ‘Chasing Fire’, em um amanhecer incrível.

Sem dúvidas tiveram dois momentos muito marcantes na noite. O primeiro deles foi no início do show, quando subimos no palco tocando a Back to the Basics. Todos estavam numa vibe maravilhosa como se estivessem esperando por aquele momento a noite inteira e quando veio o drop, a pista pegou fogo.

O segundo momento mais marcante para a gente, foi logo depois do set. Estávamos indo acompanhar o set dos nossos amigos Korvo e Hijo e todos estavam vindo até nós para tirar uma foto e nos parabenizar pelo show que fizemos. Sem dúvidas foi um momento muito especial e mágico para qualquer artista. Em geral, todos os pontos do show foram incríveis, a pista veio com a gente do início ao fim.

Grandes artista como Solomun, Vintage Culture, Claptone entre tantos outros  já fizeram história no club. Como vocês encaram a responsabilidade de comandar essa noite?

Sem dúvidas tem um peso enorme entrar naquela cabine mas estávamos muito tranquilos e confiantes com o que tínhamos preparado para o show. Crescemos ouvindo música eletrônica e frequentando aquela pista, ouvindo nossos artistas preferidos naquele mesmo palco. Além disso, o carinho com que somos recebidos por toda a equipe, desde responsável do bar, gerentes e até os próprios sócios do club, é muito gratificante. O Privilège tem uma energia única.

Vocês irão lançar Chasing Fire, música original do Will Champlin que já foi terceiro colocado no programa “The Voice” nos Estados Unidos. Vocês já tocam essa há um tempo nos shows, como tá sendo a recepção do público e o que ela significa pra vocês?  

Temos um carinho muito especial por essa música, nossa primeira colaboração internacional. Ela está indo muito bem na pista, diversos artistas estão pedindo a promo e muitos fãs nos perguntam quando vamos lançar e elogiam a track. Estamos trabalhando para fazer um lançamento impecável porque acreditamos muito nela principalmente por conta de tanto feedback positivo que estamos recebendo antes mesmo de lançar. Chasing Fire estará disponível em todas as plataformas digitais no dia 04 de abril. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

TODAYLAND ANUNCIA EDIÇÃO EM ABRIL COM GABE, BILLY KENNY E SHARAM JEY

Completando oito anos de existência, a edição da TodayLand em 2020 já tem data marcada para acontecer. Das 14h do dia 10 de abril às 05h do dia seguinte, serão 15 horas de evento com grandes nomes nacionais e internacionais, que se apresentam em um novo local, o Aeroporto Campo de […]